Adriano é um jogador mimado. E só.

Muito tem se falado sobre o Adriano nos últimos dias, seja nos jornais esportivos e até no Jornal Nacional. Mais uma vez o jogador é evidenciado não pelo seu futebol, mas pela sua indisciplina. Aliás, o mau comportamento vem sendo o seu cartão de visitas.

O que não dá para entender é o porque da mídia ainda dar tanta atenção a isso. Se ele teve problemas com a namorada, que deixem o mesmo responder pelos seus atos. Mas não. Ele vira capa dos jornais e a diretoria do Flamengo o trata como uma criança que precisa de castigo.

Adriano no Flamengo

Adriano...sorrisos só na apresentação.

Se o jogador é indisciplinado, basta rescindir o contrato e pronto. Fim dos problemas, fim das regalias, fim da dor de cabeça. Enquanto isso, o técnico do Flamengo dispara:

Se o comportamento do Adriano fosse exemplar, ele não estaria no Flamengo e sim na Europa.

Eu não me recordo se essas foram as palavras exatas dele, mas o que interessa é que eu concordo com isso. O Flamengo, mesmo sendo o atual campeão brasileiro, virou um clube de regalias. Cada um  faz o que quer, o diretor de futebol manda mais que a presidente e o principal jogador que até então era para divulgar a imagem do clube, só se mete em confusão.

Publicidade Relacionada




O Flamengo tinha tudo para ser um dos maiores do mundo, mas com a administração e a “fama” que tem, vai ficar difícil chegar lá. Isso pode não prejudicar o clube agora, mas a longo prazo pode trazer problemas maiores. Acho que está mais do que na hora do Flamengo parar de tratar o jogador como um menino mimado e passar a tratá-lo como um profissional que tem obrigações como qualquer outro, afinal, ele é muito bem pago pra isso.

Pausa para uma pergunta: Por que ele não durou tanto tempo no São Paulo? O São Paulo tem uma organização exemplar.

Há um tempo atrás, Petkovic deixou o Maracanã antes do fim do jogo, foi punido e teve quase o contrato reinscindido. Por que Adriano tem tratamento diferente? Este é o primeiro passo para um clube andar para trás.

Um bom exemplo é o que o Manchester United fez com Wayne Rooney. Rooney era como Adriano, só se metia em confusão, mas o clube conseguiu trabalhar isso e hoje o jogador inglês corre o sério risco de ser um dos melhores jogadores da próxima Copa do Mundo.

Por falar em copa, se o Adriano, depois disso tudo ainda for convocado por Dunga, ficará provado que alguém na CBF gosta muito dele. Ah se gosta!

Acho que cabe ao Flamengo tomar alguma posição com relação ao seu “menino mimado” e Adriano resolver investir na sua carreira. Caso contrário, ele corre o sério risco de terminar como Paul Gascoigne, que hoje depende da Associação de jogadores profissionais da Inglaterra para ter um teto para morar e só frequenta as páginas dos jornais quando está bêbado ou protagonizou mais um escândalo. Vejo mais um grande jogador de futebol jogando a carreira no buraco. Literalmente.


Curta nossa página no Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *