Dicas para aliviar a prisão de ventre

Muitas pessoas sofrem com o intestino preso. Sendo assim, hoje resolvemos listar aqui algumas dicas que podem lhe ajudar a aliviar a prisão de ventre.

A constipação atinge tanto homens e mulheres em qualquer idade. Em determinados casos, ela pode ter origem emocional ou então ser causada por algum fator externo. Mas ao mesmo tempo, pode ser o sintoma de algo mais grave. Quando falamos em algo mais grave, ela pode ser um sintoma de doenças como hemorroidas, fissuras anais, câncer colorretal, dentre outras. Estresse, depressão e ansiedade também podem interferir nos movimentos intestinais.

A prisão de ventre aparece por conta de uma dieta pobre em fibras, sedentarismo e pouca ingestão de líquidos. Pessoas que consumem muita proteína animal e muitos alimentos industrializados também estão sujeitas a sofrer com o problema do intestino preso.

Quais os principais sintomas da prisão de ventre?

Dentre os principais sintomas da prisão de ventre podemos citar os seguintes:

  • Número menor de evacuações;
  • Dor abdominal;
  • Fezes ressecadas e duras;
  • Dificuldade para evacuar;
  • Inchaço na barriga;
  • Gases;
  • Mal estar.

O que fazer para aliviar a prisão de ventre

Como aliviar a prisão de ventre
Uma alimentação rica em fibras é fundamental para aliviar a prisão de ventre

Pequenas mudanças na sua rotina podem trazer resultados na hora de aliviar a prisão de ventre.

Melhore a qualidade da sua alimentação

É importante ter uma alimentação rica em fibras. Estas fibras podem ser encontradas em alimentos como verduras em geral (couve, brócolis, espinafre, alface), legumes, frutas, alimentos integrais.


Não há problema em consumir proteína animal, desde que ela não seja a base da sua alimentação. O excesso de proteína, além de contribuir fortemente para a prisão de ventre, também pode sobrecarregar os rins, trazendo danos a longo prazo.

Ao contrário do que muita gente pensa, por exemplo, a dieta low carb é baseada em vegetais e não em proteína. Além de ser muito saudável para a saúde, também colabora para a perda de peso.

Evite também os alimentos ultraprocessados, como molhos prontos, lasanhas congeladas, nuggets, pizzas industrializadas e outros alimentos do tipo.

Beba muito líquido

Aumentar o consumo de fibras também exige um aumento do consumo de água e outros líquidos. Não basta apenas comer bem, mas você também precisa se hidratar muito bem. Caso tenha dificuldade em beber água, crie alarmes para sempre lembrar até isto se tornar um hábito. Sucos também são bem-vindos, desde que não sejam os famosos suco de caixinha, que são alimentos ultraprocessados. Refrigerantes, mesmo os zero, também devem ser evitados.

Faça exercícios físicos

Uma simples caminhada já pode lhe ajudar a resolver o problema da prisão de ventre. O sedentarismo está dentro das causas da doença. Não é necessário sequer frequentar uma academia, simples caminhadas pelo seu bairro ou a caminho do trabalho já ajudam bastante.

Evite o uso de laxantes

Laxantes não devem ser usados indiscriminadamente. É muito fácil encontrá-los nas farmácias como se fosse um remédio milagroso, mas se você sofre com intestino preso, não deve encará-lo desta forma. Se dentro de poucos dias e com essas mudanças no estilo de vida, seu problema não se resolveu, é preciso procurar ajuda médica. Os laxantes em alguns casos podem até agravar a doença.

Lembre-se que a prisão de ventre pode ter consequências graves quando não tratada. Sempre procure um médico quando os sintomas persistirem por mais de cinco dias.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.