Como penhorar jóias

Não é difícil encontrar pessoas que já passaram por alguma dificuldade financeira na vida. Nestas horas fica muito difícil saber onde recorrer. Existe o empréstimo consignado, o limite do “cheque especial” e uma série de outras alternativas. Mas você sabia que penhorar jóias pode ser uma forma de empréstimo seguro e sem burocracia?

A Caixa Econômica Federal já oferece este serviço há muitos anos. Por muito tempo, ele não foi tão utilizado, mas cada vez mais pessoas descobrem este tipo de empréstimo justamente por conta da falta de burocracia para liberação do dinheiro.

O que fazer para penhorar jóias

O que fazer para penhorar jóias - Baú de Jóias

Quem tem interesse em penhorar jóias deve procurar uma agência da Caixa Econômica Federal que disponibiliza o serviço. Para conferir o endereço de um agência com serviço de penhor em sua cidade, basta acessar o site do banco em www.caixa.gov.br.


O avalista fará uma análise da peça e informará o valor que o interessado poderá receber com o desconto de impostos e taxas. Sendo a penhora aprovada, o empréstimo é liberado na hora. Ao solicitar o penhor, é preciso ter em mãos um documento de identidade oficial, CPF regular e um comprovante de residência atualizado. Pessoas que possuem conta na Caixa Econômica Federal, seja poupança ou conta corrente não precisam apresentar comprovante de residência.

Quais as tarifas são cobradas para penhorar jóias?

O cliente deve pagar o IOF (imposto sobre operações financeiras), tarifa de ativação e renovação, além de juros pré-fixados.

Qual o prazo para pagar o empréstimo e recuperar a peça penhorada?

O prazo mínimo é de 30 dias após a solicitação do valor. O cliente pode renovar este prazo desde que pague os juros e também a tarifa de avaliação e renovação. Porém, é indicado ficar sempre de olho na data do vencimento da sua penhora, pois a Caixa Econômica fará o leilão da peça caso o solicitante não honre com o pagamento total do valor devido.

Então, penhorar jóias ou outras peças vale a pena?

Depende da situação de cada um. Este tipo de empréstimo é valido para uma situação de emergência. O valor tomado deve ser pago no seu valor integral acrescido das taxas. Se você sabe que não terá como honrar o compromisso no dia marcado, melhor tentar outra alternativa ou então, correr o risco de perder uma jóia com um valor pessoal imensurável. Para maiores informações sobre o serviço, não deixe de acessar o site da Caixa Econômica Federal.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.